A necessidade da persistência e o perigo da insistência

No empreendedorismo estamos sempre lendo sobre histórias de sucesso. O fato é que para um empreendedor atingir o sucesso ele, com certeza, passou por vários obstáculos e até falhou algumas vezes.

persistência

O que o faz continuar, superar desafios e não desistir dos objetivos é a característica persistente de todo bom empreendedor.

A persistência é a perseverança que o empreendedor tem em atingir sua meta e seus objetivos,  para isso ele vai tomar as atitudes necessárias e saberá mudar seu plano de ação quando for preciso.

Já a insistência é algo perigoso. Embora o seu significado seja parecido com o significado de persistência, existe uma diferença básica que é preciso estar sempre atento.

A insistência é válida, mas em excesso pode se transformar em teimosia, pode te deixar cego a ponto de não perceber a necessidade de mudanças de ações. Você ficará insistindo sempre no mesmo erro e não chegará a lugar algum.

Um exemplo muito citado de persistência foi Thomas Edison quando inventou a lâmpada.

Ele fez mais de 10 mil experimentos e disse: “Eu não fracassei, apenas descobri 10 mil maneiras que não irão funcionar”. Ele foi persistente para chegar ao seu objetivo, mas não foi insistente em tentar apenas algumas formas de fazer.

Outro exemplo interessantíssimo é de um engenheiro inglês chamado James Dyson, ele é conhecido por suas peculiares invenções, uma delas, a sua primeira de sucesso, foi um aspirador que não tem aquele saco descartável onde a sujeira fica depositada. Para conseguir revolucionar os aspiradores de pó ele levou 15 anos.

Uma frase dita por ele foi: “Eu queria desistir quase todos os dias. Mas uma das coisas que eu fazia quando eu era jovem era corrida de longa distância. Na escola, eles não me permitiam correr mais do que 10 milhas – nessa época eles achavam que você poderia morrer correndo mais do que isso. E eu era muito bom nessas corridas, não por causa do meu físico, mas porque eu era mais determinado. Eu aprendi a ser determinado nessas corridas.”

É comum ver pessoas na vida profissional e pessoal que insistiram, não mudaram a forma de agir e acabaram desistindo de seus sonhos.

É essa confusão entre persistência e insistência que você não pode nunca cometer!!!

Tenha metas claras e bem definidas, seja insistente até a hora que notar que é preciso mudar a direção.

Se perceber que não dará certo, mude seu plano de ação e seja persistente em direção a sua meta.

Aceite fracassos para evitar insistir demasiadamente em um erro, não seja teimoso e mude a forma que o fez fracassar.

O persistente aceita fracassos pois tem um propósito, uma ideologia.

Não se esqueça que o maior sinal de loucura é fazer repetidamente a mesma coisa e esperar um resultado diferente! 😉

 

Cadastre seu e-email e receba nossos artigos. Milhares de pessoas já estão recebendo, não fique de fora!!

Mario Cesar Massaro Rivera

Sócio na Amber Sistemas e fundador do blog startando-se onde fala sobre empreendedorismo, produtividade e liderança, com o objetivo de ajudar e inspirar pessoas.

Website: